Google+ Followers

quarta-feira, 8 de maio de 2013

Interpretação do texto POR QUE OS ATLETAS TÊM MORTES FULMINANTES?


                    POR QUE ALGUNS ATLETAS TÊM MORTES FULMINANTES?

Eles estão sujeitos a mortes súbitas na mesma frequência que indivíduos comuns e sedentários. Para isso, basta o atleta ter predisposição ou uma doença crônica. “Como são pessoas públicas, eles são mais observados que um cidadão e o caso se torna maior. Mas mortes súbitas sempre aconteceram, não estão aumentando”, diz o fisiologista Turíbio Leite de Barros, da Unifest (Universidade Federal de São Paulo). Calcula-se que no Brasil, a cada ano, cerca de 160 mil pessoas sejam vítimas de mortes fulminantes. Só que isso não rende muita notícia. Mas basta a vítima ser um atleta mais conhecido [...] para o caso ganhar os jornais.
É bom lembrar, porém, que algumas características do dia-a-dia dos atletas são fatores agravantes. A hipertermia, ou seja, o aquecimento excessivo do corpo, especialmente em dias de calor e de alta umidade do ar, é um deles.
Outro é o possível uso de anabolizantes, pois o usuário tende a ter um aumento no nível de colesterol, o que compromete as funções cardíacas. Por falar nisso, ao contrário do que se pensa, essas mortes repentinas não são sempre relacionadas ao coração. Também podem acontecer óbitos fulminantes ligados a problemas pulmonares ou neurológicos.
Para evitar novos sustos, os médicos recomendam, além de exames preventivos mais rigorosos, que estádios e ginásios passem a contar com mais recursos, como aparelhos adequados para ressuscitação.
                          (Mundo estranho, ed. 26. Publicação mensal da revista Superinteressante - adaptado)

1. Segundo o texto:
(A) Somente os atletas com predisposição ou doença crônica sofrem mortes súbitas.
(B) A cada ano, cerca de 160 mil pessoas são vítimas de mortes fulminantes.
(C) Pessoas sedentárias têm mais chances de sofrer uma morte súbita que os atletas.
(D) Óbitos fulminantes ocorrem por problemas pulmonares e neurológicos.
(E) Atletas e indivíduos com vida sedentária têm a mesma chance de sofrer uma morte súbita.

2. Em “Para isso , basta o atleta ter predisposição ou uma doença crônica.”, o pronome isso se refere a(o)(s):  
(A) frequência.            
(B) indivíduos. 
(C) mortes súbitas.                
(D) sujeitos.     
(E) eles – os atletas.

3. No trecho: “Como são pessoas públicas, eles são mais observados que um cidadão e o caso se torna maior. Mas mortes súbitas sempre aconteceram, não estão aumentando”, o pronome eles refere-se a(o)(s):   
(A) mortes súbitas.          
(B) atleta.
(C) pessoas sedentárias.
(D) indivíduos comuns.
(E) fisiologista Turíbio Leite de Barros.

4. Uma das características do dia a dia do atleta que agrava o problema da morte súbita é (são) a (o)(s)
(A) óbitos fulminantes.
(B) mortes relacionadas ao coração.
(C) aumento das funções cardíacas.
(D) dias de calor e baixa umidade.
(E) aquecimento excessivo do corpo.

5. No trecho “Só que isso não rende muita notícia.”, o pronome isso se refere a(o)(s)
(A) jornais, que tornam maior o caso da morte súbita de um atleta.
(B) predisposição ou à doença crônica dos atletas.
(C) indivíduos comuns e sedentários.
(D) fato de que, se a vítima for um atleta conhecido, o caso ganha os jornais.
(E) número de vítimas anuais de mortes fulminantes no Brasil.

6. A solução para o problema levantado apresentada pelo autor do texto é
(A) ter predisposição ou uma doença crônica, mais observados em um cidadão.
(B) o aquecimento excessivo do corpo, especialmente em dias de calor e de alta umidade do ar.
(C) exames preventivos mais rigorosos que estádios e ginásios passem a contar com mais recursos, como aparelhos adequados para ressuscitação.
(D) um aumento no nível de colesterol, o que compromete as funções cardíacas.
(E) óbitos fulminantes ligados a problemas pulmonares ou neurológicos.

7. A pergunta feita no título “POR QUE ALGUNS ATLETAS TÊM MORTES FULMINANTES?” é respondida em:
(A) Para evitar novos sustos, estádios devem contar com mais recursos.
(B) Atletas estão sujeitos a elas com a mesma frequência que indivíduos comuns.
(C) Porque os anabolizantes comprometem as funções cardíacas.
(D) Basta o indivíduo ter predisposição ou doença crônica.
(E) Cerca de 160 mil pessoas são vítimas delas a cada ano.

8. Qual é a tese apresentada pelo texto ?
Eles (os atletas) estão sujeitos a mortes súbitas na mesma frequência que indivíduos comuns e sedentários.

9. Quais os argumentos usados pelo autor para sustentar a tese defendida no texto?
1º Basta o atleta ter predisposição ou uma doença crônica.
2º A hipertermia, ou seja, o aquecimento excessivo do corpo, especialmente em dias de calor e de
alta umidade do ar, é um deles.
3º O possível uso de anabolizantes.
4º Não são sempre relacionadas ao coração, mas também podem acontecer óbitos fulminantes
ligados a problemas pulmonares ou neurológicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário