Google+ Followers

sábado, 23 de março de 2013

Análise de "Morte e vida severina"







Estudo do texto "Morte e vida severina"

01. O adjetivo severina, além de se referir à vida árida, carente de bens materiais, também esta relacionada à vida e morte dos retirantes da seca, homens cuja vida se repete sem condições concretas de mudança.

02. A questão do cultivo da terra como motivo de morte, e a seca que castiga o sertão.

03.Não, a miséria também parte da concentração de terras e de rendas.

04. a) É morte de emboscada.
      b) Denuncia-se o abuso de poder, a morte para se tomar posse da terra e a não-punição.

05. É a morte imputada pela própria natureza agreste do sertão: o rio Capibaribe está seco.

06. A sua profissão tem a ver com a morte: ela é "rezadora". Segundo ela, "só os roçados da morte/ compensam aqui cultivar."

07. a) A paisagem do lugar: terra fértil e rios que não secam.
      b) O fato de essa terra constituir um latifúndio.

 08. Apesar da tristeza, da morte e da injustiça social que está presente em toda a trajetória de Severino retirante, a peça encerra com uma esperança: a vida resiste e é representada pelo nascimento de uma criança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário