Google+ Followers

domingo, 24 de março de 2013

Interpretação de texto e estudo dos artigos



Leitura e Análise

Léo
Milton Nascimento e Chico Buarque

Um pé na soleira e um pé na calçada, um pião
Um passo na estrada e um pulo no mato
Um pedaço de pau
Um pé de sapato e um pé de moleque
Léo

Um pé de moleque e um rabo de saia, um serão
As sombras da praia e o sonho na esteira
Uma alucinação
Uma companheira e um filho no mundo
Léo

Um filho no mundo e um mundo virado, um irmão
Um livro, um recado, uma eterna viagem
A mala de mão
A cara, a coragem e um plano de voo
Léo

Um plano de voo e um segredo na boca, um ideal
Um bicho na toca e o perigo por perto
Uma pedra, um punhal
Um olho desperto e um olho vazado
Léo

Um olho vazado e um tempo de guerra, um paiol
Um nome na serra e um nome no muro
A quebrada do sol
Um tiro no escuro e um corpo na lama
Léo

Um nome na lama e um silêncio profundo, um pião
Um filho no mundo e uma atiradeira
Um pedaço de pau
Um pé na soleira e um pé na calçada

01.  Considerando que “Léo” é uma biografia, procure indicar a que momento da vida do biografado corresponde cada uma das partes do texto.

02.  Quais imagens do texto traduzem o idealismo do personagem?

03.  Léo teve um destino trágico? Justifique a partir de imagens retiradas do próprio texto.

04.  Que relação se estabelece entre o destino do pai e o do filho no texto? Que recurso formal é utilizado para estabelecer essa relação?

05.  Como é contada a história de Léo? Qual o papel do artigo indefinido nessa forma de contar uma história?

06.  “Um plano de voo e um segredo na boca, o ideal.” Comente o valor do artigo definido destacado no contexto em que surge.

07.  Conte em um parágrafo a biografia de alguém que você admira. Explore a expressividade do artigo indefinido (e,claro, do artigo definido também) em seu pequeno texto.

Resposta:

01.  Infância: do início até “um pé de moleque”;
adolescência/descoberta do amor: de “ um pé de moleque” até “um filho no mundo”;
busca de um lugar para viver: de “um filho no mundo” até “ um plano de voo”; busca da satisfação de um ideal e início da tragédia pessoal: de “ um plano de voo” até “um olho vazado”;
luta e morte: de  “um olho vazado” até “um corpo na lama”;
continuidade no filho: de “um corpo na lama” até “um pé na calçada”.

02.  “A cara, a coragem e o plano de voo”; “Um plano de voo e um segredo na boca, um ideal”; “Um livro, um recado, uma eterna viagem.
03.  Sim. O texto expõe que ele morreu assassinado por um tiro. As circunstâncias dessa morte nos fazem pensar na época da guerrilha em nosso país ou em conflitos rurais.
04.  O destino do filho é retomar e continuar a vida do pai no ponto em que foi interrompida. O texto indica isso por meio de repetição de imagens inicialmente atribuídas ao pai, logo no início da canção, e agora atribuídas ao filho. Instaura-se, assim, o percurso cíclico das gerações.
05.  A forte predominância do artigo indefinido cria um método de narrar bastante sugestivo: são os dados da vida de Léo, comuns a todos os outros semelhantes, que acabam por formar um conjunto único, pessoal. Assim, das generalidades encadeadas se consegue chegar ao particular.
06.  O artigo definido, nesse caso, determina e particulariza o “ideal”. Pode-se interpretar, inclusive, que o !ideal” seja, justamente, esse “plano de voo” e esse “segredo na boca” anteriormente citados.
07.  Pessoal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário