Google+ Followers

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Atividade sobre a obra O Primo Basílio




Escola Dr. Jaime Monteiro                              Ensino Médio                                      Professora Márcia Oliveira
Aluno(a):________________________________________ ANO: 2º  E.M        Data:___/___/_____

EXERCÍCIO DE LITERATURA SOBRE A OBRA O PRIMO BASÍLIO
1.Sobre a obra O primo Basílio, todas estão incorretas, exceto:

(A). Basílio e Luisa, personagens de O primo Basílio. Aquele se assemelha às personagens dos romances românticos, esta mais realista, forte e dominadora de qualquer situação.

(B). Jorge, marido traído, não conseguiu perdoar Luíza. Via na morte dela o resgate da sua reputação.

(C). Luísa, mulher romântica, deixou-se seduzir por Basílio, pois acreditou que eles viveriam um grande amor e seriam felizes.

(D). Os amigos do casal Jorge e Luísa eram pessoas que agiam por interesses, falsas, mas foram desmascaradas no final da obra.

2.Sobre a obra de Eça de Queiroz, O primo Basílio, destaque a alternativa incorreta.

(A). a obra não “romantiza” a paixão de Luísa por Basílio; ao contrário, o tom irônico do narrador é claramente perceptível o tempo todo.

(B). No final, o cinismo de Basílio se revela plenamente, quando, ao saber da morte da prima Luísa, lamenta apenas a perda de uma mulher que seria um bom passatempo quando ele estivesse em Lisboa

(C). Critica o romantismo que enche a cabeça de Luísa de futilidades e devaneios, tirando-a da realidade e jogando-a nos braços do primeiro sedutor que aprece à sua frente, assim que se vê sozinha.

(D). Juliana não vivia a espreitar Luísa, mas recolhe uns rascunhos e guarda. Depois, consegue pegar duas cartas de Basílio para Luísa. Pura coincidência. Depois da posse dessas provas do adultério, vem a ideia de chantagear Luísa, exigindo dinheiro para ficar quieta.

3. No início do romance, Jorge assume uma posição bem clara com relação à mulher adúltera. Explique qual era essa posição e em que circunstância ele expressou sua opinião. Depois, considerando o final do romance, explique se o seu comportamento foi coerente com essa opinião inicial.


4. Para os escritores realistas, a literatura devia ser um estudo do ser humano e da sociedade, um estudo baseado na observação da realidade, sem a interferência dos sentimentos e das emoções. Por meio de seus romances, os escritores queriam defender uma tese, demonstrar uma hipótese. Com base na obra O primo Basílio, explique a tese do autor a respeito do casamento burguês.



5.Comente sobre a atualidade da obra. A história de Luísa poderia ocorrer nos dias de hoje?


6. Juliana representa o seguinte tipo social:

(A). representa uma classe desfavorecida que é humilhada e para conseguir algo se apega a qualquer artifício;

(B). representa a mulher batalhadora e desprovida de qualquer interesse alheio;

(C). representa a ignorância da população menos privilegiada economicamente que, entretanto, tem comportamento moral equivalente ao cidadão mais prestigiado.

(D). representa o comodismo das pessoas em querer a ascensão social

7. .(UNIBAN) Assinale a alternativa que não indica um tema abordado em O primo Basílio, de Eça de Queirós:

(A) Crítica aos valores fantasiosos divulgados pela literatura romântica.

(B) Apresentação da condição das classes pobres submetidas às injustiças sociais.

(C) Condenação da hipocrisia, ociosidade e da superficialidade que caracterizam a vida burguesa.

(D) Valorização das crenças religiosas, da simplicidade e honestidade, princípios tradicionais que regem a vida dos homens de bem.

 
8. (UFPI) Das alternativas abaixo, indique a que NÃO condiz com o romance O Primo Basílio, de Eça de Queirós:

(A) É uma obra realista-naturalista e nela o narrador aparece como um observador imparcial que vê os acontecimentos com neutralidade.

(B) Apresenta como tema central o adultério e o autor explora o erotismo ao detalhar a relação entre os amantes.

(C) Mostra-se como uma lente de aumento sobre a intimidade das famílias e revela criticamente a pequena burguesia do final do século XIX em Lisboa.

(D) Ataca as instituições sociais como a Família, a Igreja, a Escola e o Estado, sempre com a preocupação de fazer um vasto inquérito da sociedade portuguesa e moralizar os costumes da época.

(E) Caracteriza-se por ironia fina, caricaturismo e humor na composição das personagens, entre as quais se destaca o Conselheiro Acácio.

9. (POLI) Vejamos um trecho de O Primo Basílio, de Eça de Queirós, que descreve a personagem Juliana:

A necessidade de se constranger trouxe-lhe o hábito de odiar: odiou sobretudo as patroas, com um ódio irracional e pueril. Tivera-as ricas, com palacetes, e pobres, mulheres de empregados, velhas e raparigas, coléricas e pacientes; - odiava-as a todas, sem diferença. É patroa e basta! pela mais simples palavra, pelo ato mais trivial! Se as via sentadas: - Anda, refestela-te, que a moura trabalha! Se as via sair: - Vai-te, a negra cá fica no buraco! Cada riso delas era uma ofensa à sua tristeza doentia; cada vestido novo uma afronta ao seu velho vestido de merino tingido. Detestava-as na alegria dos filhos e nas propriedades da casa. Rogava-lhes pragas. Se os amos tinham um dia de contrariedade, ou via as caras tristes, cantarolava todo o dia em voz de falsete a Carta Adorada! (Eça de Queirós, O Primo Basílio. São Paulo: Ateliê, 1998.)

10.Sobre o trecho e a obra, assinale a INCORRETA:

(A) Juliana trabalha na casa de Luísa e Jorge e esse trecho retrata como se sentia injustiçada por sua condição social.

(B) No trecho "A necessidade de se constranger trouxe-lhe o hábito de odiar" podemos observar o pensamento determinista, uma vez que a condição social de Juliana obrigava-a a servir aos outros e, em consequência, passou a odiar os patrões.

(C) Em "cada vestido novo uma afronta ao seu velho vestido de merino tingido" notamos o olhar do narrador que, através desse jogo de oposições, chama a atenção para a injustiça social.

(D) No trecho "É patroa e basta!" poderíamos imaginar que a voz de Juliana mistura-se ao discurso do narrador.

(E) Quando o narrador apresenta "cantarolava todo o dia em voz de falsete a Carta Adorada!", o nome da música foi escolhido aleatoriamente e não apresenta relação com o destino da personagem
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário